13
jul
09

Seleção de fotos…

VEja a seleção de fgoto bla bla bla bla bla

Anúncios
01
jul
09

Fatal Nascar Crash

01
jul
09

Tudo que sobre, desce

Isso é uma das coisas que mais acontece ai pelo mundo, eu também já fui vitima de um acidente de moto.

01
jul
09

Trabalho Pesado

Como diria Severino

Isso é uma bixona!

30
jun
09

Pepino de 1‚18 metro

O israelense Yitzhak Yazdantana mostra um pepino de 1,18 metro que colheu na horta de sua casa em Petah Tikva, próximo a Tel Aviv. O legume vai entrar para o livro dos recordes (Guinness) como o maior do mundo.

Hum… Sei não viu, esse israelense ai gosta de um pepino grande heim?

30
jun
09

Notícia atrasada

E essa notícia ai chegou muito atrasada mesmo, se isso acontecesse comigo, eu faria o mesmo com o medico. Huahsuahsuahusa.

30
jun
09

Casal separado há 27 anos morre no mesmo dia

“Até que a morte os separe!”

Abdullah, de 83 anos, e Kubra, de 82 anos, eram casados desde 1945, mas, nos últimos 27 anos, não se falavam, e acabaram sendo protagonistas de um episódio curioso: morreram no mesmo dia, com apenas duas horas de diferença.

Abdullah e Kubra Yalcinkaya viviam na cidade turca de Aydin, oeste, e demonstraram ter uma relação muito forte, apesar do silêncio que adotaram nos últimos 27 anos, conforme informou hoje a imprensa local.

Os dois se apaixonaram quando tinham 19 e 17 anos, respectivamente, e desejavam se casar, mas suas famílias se negavam a permitir o relacionamento. Por isso, decidiram fugir de casa, constituir família própria, e viver como um casal, formalizando a união em 1945.

Nos 37 anos seguintes, viveram como um casal feliz e, por não terem tido filhos próprios, decidiram adotar um sobrinho, mas nesse ano tiveram uma briga após a qual decidiram que não se falariam nos 27 anos seguintes, apesar das tentativas de reconciliação dos parentes.

Abdullah se mudou para um quarto do porão da mesma casa, que também tinha uma loja.

Em 23 de junho, a mulher morreu. Abdullah ficou tão abalado que acabou morrendo duas horas mais tarde.

Após o funeral de ambos, o filho adotivo disse à imprensa que o casal se gostava muito, mas que os dois eram muito teimosos.

“Insistimos muito em que ambos voltassem a se falar e tentamos fórmulas interessantes das quais se poderia escrever um livro, mas não pudemos superar a teimosia deles. Gostavam-se muito, como todos sabiam, mas sua obstinação foi rompida só pela morte”, comentou o filho.

Pois é, a vida é assim mesmo…